Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/guidscom/public_html/lovelyhungary/plugins/content/yoo_gallery.php on line 77

City-Hopping Budapeste-Győr-Bratislava-Vienna

Budapest - Győr - Bratislava - Vienna

O translado Budapeste-Győr-Bratislava-Viena começa no seu hotel em Budapeste. O nosso motorista e guia irão buscar você no local para poderem iniciar a viagem com todo o conforto. Győr fica a uma hora e trinta minutos (120 km) de Budapeste na autoestrada. Depois de terem chegado em Győr, seu guia leva você para dar um passeio a pé pela cidade: visitarão todos os pontos turísticos importantes do centro (Praca Szechenyi com a Abadia e Liceo dos Beneditinos, a Apoteca Barroca, a Rua das Profissoes, Calcadao Baross utca, Igreja das Carmelitas, e a Colina dos Bispos com a Catedral). A seguir deste passeio guiado a pé terá ao seu dispor uma hora livre no centro histórico para almoço (opcional) ou compras.

Bratislava fica a uma hora (80 km) de Győr na autoestrada. Depois de terem chegado a Bratislava, seu guia leva você para dar um passeio pela cidade: visitarão todos os pontos turísticos importantes. O Castelo de Bratislava, recentemente renovado é a principal atracão da capital da Eslováquia: erguendo-se sobre o rio Danúbio, o edifício emblemático da cidade oferece vistas inigualáveis de Bratislava. Ao lado do Castelo podem dar uma vista de olhos ao Parlamento da Eslováquia. Em seguida, visitarão a cidade velha (da época medieval) que fica aos pés do Castelo. O seu guia mostra-lhe os destaques, incluindo a Porta de Miguel, o Teatro Nacional da Eslováquia, a Academia de Música, a Câmara Municipal, e a Catedral de São Martim. Passarão pelo palácio barroco Pálffy, onde o famoso compositor Mozart começou a sua carreira com apenas seis anos de idade, bem como pelo palácio Pauli, no qual um outro compositor genial (e, de resto, húngaro), Franz Liszt deu o seu espetáculo inaugural de carreira quando tinha apenas nove anos.

A seguir deste passeio guiado a pé terá ao seu dispor uma hora livre no centro histórico, se nao tinham comido em Győr, entao para almoço ou para fazer compras. No fim da tarde continuarão a viagem até Viena. Bratislava fica a só 60 km de Viena, a trajeto dura menos que uma hora, e acaba no seu hotel em Viena.

Disfrute de um serviço exclusivo e de uma atmosfera pessoal que este tour privado lhe pode oferecer: o seu guia estará sempre disponível para responder a (quase) todos os seus pedidos e exigências, adaptará a visita em função dos seus interesses específicos e terá muitas histórias intrigantes e divertidas para vocês.

Descrição de Győr

Győr (em alemão Raab, em eslovaco Ráb) que é a cidade mais importante e um distrito urbano (cidade com direitos de um distrito) do noroeste da Hungria, também capital do distrito de Győr-Moson-Sopron e a sexta maior cidade do país, está localizada na movimentada estrada que liga Budapeste a Viena na Áustria.

O primeiro grande assentamento data do século V antes de Cristo, os celtas e mais tarde os Romanos chamavam a cidade de Arrabona. Os húngaros ocuparam a povoação fortificada por volta do ano 900. Santo Estêvão, o primeiro rei da Hingria, fundou um episcopado: nessa altura é que a cidade recebeu o seu nome atual húngaro: Győr.

No início do domínio otomano (séculos XVI-XVII), Győr foi queimada pelos próprios húngaros (por pensarem que era inútil tentar defendê-la), daí é que em turco o nome da cidade é Yanık kale (Cidade queimada).

Győr foi reconstruído e rodeado por um castelo e por uma muralha, desenhados pelos arquitetos italianos do topo da época: nessa altura é que apareceram muitos edifícios do estilo renascentista pela cidade fora.

Depois de os turcos terem abandonado a Hungria, a cidade começou a prosperar. Em 1743 foi elevada à condição de Cidade Imperial Livre por Maria Teresa. Muitas ordens religiosas, como os jesuítas e os carmelitas se assentaram na cidade e construíram escolas, igrejas, um hospital e um mosteiro.

A cidade prosperou até a Segunda Guerra Mundial, mas durante a guerra foram destruídos vários edifícios. Os anos cinquenta e sessenta trouxeram mais alterações: apereceram os grandes bloques de habitações feios, mas pior que isso, os antigos edifícios não receberam o cuidado devido. Nos anos setenta finalmente começaram a recuperar o centro urbano. Em 1989, Győr ganhou o Prémio Europeu para a Proteção de Monumentos.

Fotos Győr

Descrição de Bratislava [Pronto]

Bratislava (em alemão: Pressburg, em húngaro: Pozsony) é a capital da Eslováquia. A cidade que à semelhança de Budapeste e Viena é cortada do rio Danúbio, fica muito próxima das fronteiras austríaca e húngara. Bratislava tem cerca de 427 mil habitantes, e com isso é a maior cidade do país. Os Cárpatos, uma das cordilheiras européias, começam no território de Bratislava. 

A cidade tem a maior densidade populacional da Europa Central. Como capital, naturalmente é sede do Parlamento e do Governo eslovacos, e tem uma oferta muito rica na área da cultura e artes.

No território de Bratislava viveram celtas e romanos, os eslavos chegaram nos séculos V e VI, e no século X a zona da cidade tornou-se parte do Reino da Hungria. Em 1405 acabou por ser declarada cidade livre real pelo rei Sigismundo de Luxemburgo.

Na altura da invasão turca Bratislava foi danificada, mas os otomanos nunca conseguiram conquistá-la. Mais ainda, no fundo Bratislava ganhou com o avanço dos turcos em território húngaro porque em 1536 foi designada a nova capital da Hungria quando um terço do país passou para as mãos dos Habsburgos. Por isso Bratislava foi durante muito tempo a cidade onde se coroava monarcas: entre 1536 e 1830, onze reis e rainhas foram coroados na Catedral de São Martim.

O século XVII foi marcado por revoltas contra os Habsburgos, lutas com os turcos, cheias e pragas. A cidade e o castelo foram conquistados várias vezes pelos revoltosos, depois reconquistados pelas tropas do imperador.

Bratislava teve o seu auge durante o século XVIII. Durante o reinado da Maria Teresa transformou-se na cidade mais importante do território da atual Eslováquia e Hungria. Muitos palácios, mosteiros e mansões foram construídos naquela altura. Sob o reinado de José II a cidade começou a perder a sua importância, especialmente quando a coroa húngara foi levada para Viena e muitas instituições importantes passaram para Buda.  

Em 1805 Napoleão obrigou ao impreador austríaco assinar o Tratado de Bratislava de acordo com o qual a Veneza passava para mãos francesas. O congresso de Viena de 1815 deixou a cidade dentro do Império Austríaco. De acordo com o Compromisso de 1867 entre os húngaros e a casa dos Habsburgos, Bratislava passava ser parte do Reino da Hungria dentro do Império.

Toda a situação mudou em 1919, depois da primeira guerra e a desintagração da Monarquia: com o nascimento da Checoslováquia a cidade passou a chamar-se Bratislava e converteu-se na capital da província de Eslováquia. Depois da primeira decisão de Viena (1938) Bratislava transformou-se em capital da República Eslovaca (República de Tiso).

Em 1945 tropas soviétiucas e rumenas ocuparam a cidade que assim voltou a fazer parte da Checoslováquia. Depois da segunda guerra mundial a população húngara e alemã foi afastada da cidade quase por completo. Em 1968 o contrato de fedaração entre eslovacos e checos foi assinado em Bratislava. A partir de 1993 a cidade é capital da Eslováquia independente.

Fotos Bratislava

Descrição de Viena

Viena (em alemão Wien) é a capital da Áustria, situada no nordeste do país, na extensão leste dos Alpes, na Bacia de Viena, nas duas margens do Danúbio. É centro cultural e político da Áustria, e ainda conserva muito do esplendor dos tempos do Império Austro-húngaro. Viena também é nome dum dos nove estados federais (Bundesland Wien) que existem na Áustria: tem ca. de 1.7 milhões de habitantes, enquanto na sua aglomeração urbana moram mais de 2,3 milhões de pessoas.

Fundada por volta de 500 antes de Cristo, Viena foi no início um assentamento celta, mais tarde tornou-se uma cidade fronteiriça romana (Vindobona) protegendo o Império Romano contra os povos germânicos.

Durante a Idade Média foi a sede da Dinastia Babenberg, em 1440 transformou-se na cidade de residência da Dinastia Habsburgo. Chegou a ser capital do Sacro Império Romano. Foi ocupada pela Hungria entre 1485-1490.

Como capital do Imperio Austrohúngaro a sua população atingiu em 1910 os 2 milhões. Durante o século XIX foi uma das grandes capitais musicais do mundo e a princípios do século XX um dos focos da filosofia e o debate político do Ocidente.

Na Segunda Guerra Mundial foi bombardeada peas forças aliadas e, até 1955, permaneceu sob ocupação quadripartita, tendo sido controlada por soviéticos, franceses, estadounidenses e británicos, depois adquiriu sua independência.

Está situada a 50 quilómetros de Bratislava (capital de Eslováquia). Segundo a pesquisa "Qualidade de Vida no Mundo 2007", realizada pela consultoria de recursos humanos Mercer, Viena é a melhor cidade do mundo para se viver.

Fotos Viena

Mapa do trajeto Budapeste-Győr-Bratislava-Viena